Europa News NOTÍCIAS

Diretores croatas e uma campanha contra a censura!

 A Sociedade de Gestão dos Diretores Croatas DHFR lança uma importante campanha nacional e internacional, na contramão da censura que a Televisão Nacional de Croácia HRT impõe em seu país. Apoie aos autores croatas que se resistem à censura

Meni se to gleda, HRT ne da!

Zbog odluke HRT da ne emitira 34 hrvatska filma s osvojenih ukupno 86 nagrada i prikazanih na čak 353 festivala, počinje kampanja MENI SE TO GLEDA, HRT NE DA!#podijeli #itebesetiče #menisetogleda #hrtneda

Posted by Meni se to gleda on Thursday, July 11, 2019

O maior problema que os cineastas croatas enfrentam há anos, agora é com a HRT, a emissora ​​nacional croata que descumpre sistematicamente suas obrigações legais sem ter qualquer punição por isso. Nos últimos três anos, a HRT – a emissora ​​nacional croata, recusa-se a respeitar a cota mínima das obras nacionais e europeias, descumprindo, assim, suas obrigações culturais e industriais, conforme estipulado na legislação croata.

Diante deste problema, os cineastas croatas lançaram uma campanha com o lema: EU GOSTO DE VER ISSO. A HRT DIZ: AINDA NÃO!

O principal objetivo da campanha é apoiar 34 filmes que recentemente foram rejeitados pela Televisão Nacional da Croácia na chamada pública para documentários. Nos trailers, os cineastas apontam 370 festivais internacionais e nacionais, e 90 prêmios já atribuídos a esses excelentes trabalhos.

A dura escrita ideológica das negações oficiais dirigidas a produtores e autores é um insulto, pois são perigosas e ameaçam seriamente a liberdade criativa na Croácia.

A campanha é voltada para as redes sociais e a imprensa exigindo transparência em relação aos 180 milhões de euros do orçamento obrigatório, com base em honorários públicos da HRT, e aborda a necessidade de uma mudança singular nas políticas e práticas da HRT que atenda às diretivas europeias e à legislação cultural e de radiodifusão croata.

Apenas alguns dias após o início da campanha “EU GOSTARIA DE VER ISSO. A HRT DIZ: AINDA NÃO!”, os autores e produtores de vários filmes rejeitados receberam ofertas de compra direta da HRT, que mais uma vez decidiu abusar da chamada direta, o que acontece regularmente. A HRT continua a negligenciar o seu papel de serviço público de mídia, ameaçando, ao mesmo tempo, a própria existência dos cineastas croatas. TEM que parar com isso.

Os cineastas croatas, apoiados por jornalistas croatas e cineastas da Eslovênia, Sérvia e Bósnia e Herzegovina, juntamente com a mídia livre e o público democrático, agora se dirigem ao público internacional em geral. Temos procurado ajuda e aliados, uma vez que o governo croata há muito tempo que faz vista grossa ao problema.

ESTA É UMA LUTA PELA NOSSA PROFISSÃO.

Antonio Nuić – Presidente da Sociedade de Croatas de Diretores