ADAL Featured 4

DASC – Diretores Colômbia – iniciou a distribuição dos direitos autorais para os diretores colombianos do audiovisual

Diretores de cinema e televisão receberam o pagamento dos royalties do período de 01 de julho de 2017 a 31 de dezembro de 2018. Graças à arrecadação gerenciada pela DASC desde 2014, em mais de 17 países com os que têm acordos foi possível distribuir royalties para todos os seus parceiros.

Após algumas emissoras nacionais e privadas terem assinado no dia 18 de outubro o acordo que garante o pagamento de royalties a escritores de cinema e TV, em 31 de agosto a DASC (Diretores Audiovisuais Sociedade Colombiana de Gestão) iniciou o pagamento com o qual os autores de importantes obras audiovisuais terão finalmente o reconhecimento legal dos seus royalties pela difusão de suas produções nesses programas.

Graças à Lei Pepe Sánchez, pela qual se esperava conseguir que a Colômbia, como terceiro país no mundo na produção e exportação de novelas, reconhecesse o talento e a contribuição à indústria cultural por parte dos diretores, e graças à arrecadação que a DASC vem fazendo através dos acordas com mais de 17 países, foi possível que mais de 80 autores de filmes e novelas tenham recebido o retroativo relativo ao período de 01 de julho de 2017 a 31 de agosto de 2018. Além disso, desde 2014 foram feitas arrecadações no exterior, que também beneficiam os parceiros que fazem parte da DASC.

Mario Mitrotti (Presidente), Teresa Saldarriaga (Vice-Presidenta), Camila Loboguerrero (Secretária Geral), bem como sua Assessora Jurídica Adriana Saldarriaga e Clara Rojas (oradora da Lei Pepe Sánchez) e também os criadores da importante Lei Pepe Sánchez, foram os encarregados de zelar e tornar realidade a possibilidade de usufruir do benefício pelo qual os diretores como Mario Rivero, Rodrigo Triana, Liliana Bocanegra, Sergio Osorio, María Cecilia Jaramillo e muitos mais vinham lutando há vários anos.